FATO! Presos por exercerem as suas profissões legalmente. Acusados por supostos crimes atípicos.

 

 


A Irmandade Celestial vivia tranquilamente em sociedade e edificava os seus membros dignamente.

 

Como toda família havia a necessidade de realizar algumas atividades a fim de gerar renda e mantimento da casa. Pensando nesta questão, er exercida, legalmente, atividades dos profissionais de psicanálise e advogados da irmandade.

 

Sabe-se o quanto é difícil manter uma família e principalmente se ela for grande e o nosso sistema é o de cooperação mútua, o mesmo da bíblia, onde um ajuda o outro para que todos possam viver também em suas particularidades, sem o egoísmo e completa alteridade, portanto as atividades legalmente exercidas pelos membros da Irmandade foi motivo das autoridades, que por conta de vingança e perseguição religiosa, prenderam 11 pessoas Inocentes e com argumentos vãos, do tipo dizer que “o sol é quadrado”, ou seja, querem fazer parecer que exercer as profissões legais de Psicanalista e advogado é crime. Que dignamente advogar e ser psicanalista não é praticar estelionato.

A mídia foi ludibriada, e a verdade, que até então se encontrava oculta, aos poucos está se revelando.

FATO: A Irmandade Celestial processou delegados e promotora de Petrópolis- RJ por TORTURA e violação dos direitos humanos, um ano depois, por represália, estes mesmos delegados e junto com a promotora da cidade, prenderam os 15 membros, os mesmos que assinaram as representações contra estas autoridades. A promotora fez uma DENUNCIA FALSA e ofertou para o juiz da cidade de Petrópolis no Rio de Janeiro.